sexta-feira, 30 de abril de 2010

1 disseram à tia Link da posta

... e tenho saudades.
De me fazeres sorrir com tão pouco. Desse pouco que sabe a tanto. De me irritares com coisa nenhuma. De me perder a "olhar" as "suas" conversas.
Até tenho saudades de não ter o tempo contado.

quinta-feira, 29 de abril de 2010

0 Comments Link da posta

Lições...

"Aprendi que não posso exigir o amor de ninguém... Posso apenas dar boas razões para que gostem de mim... E ter paciência para que a vida faça o resto..."

quarta-feira, 28 de abril de 2010

1 disseram à tia Link da posta

E resolveres a tua vida, não?

"Aprendi a nunca pedir que me amasses e a nunca cobrar a distância. Aprendi novas formas de viver e de estar, de amar e de ser feliz...”

[Margarida Rebelo Pinto]

terça-feira, 27 de abril de 2010

0 Comments Link da posta

quando menos espero...


-"Conquistas-me todos os dias mais um bocadinho, sabias?"

segunda-feira, 26 de abril de 2010

0 Comments Link da posta

desconfiava...


"- És o melhor de mim, sabes?"

domingo, 25 de abril de 2010

1 disseram à tia Link da posta

90 dias!

"Sobre ti não consigo escrever. É difícil pontuar a verdadeira intimidade. Seria incapaz de escrever num blog que te amo. Absolutamente incapaz. Que tu de facto estás em mim sempre que passo a mão pelo cabelo. Há quem diga que tu apareces nos meus olhos sempre que falo sobre o amor. (Não sabem que estás dentro deles). Mas, mais uma vez, seria incapaz de escrever sobre isso... Assim como me seria totalmente impossível escrever sobre o efeito que o teu sorriso tem na minha vida. Absolutamente devastador.

Por causa de ti sou muito feliz. Mas, como calculas, seria incapaz de escrever isso num blog."

[Rita Ferro Rodrigues, No parapeito]

sábado, 24 de abril de 2010

3 Comments Link da posta

Ninguém me manda ser cusca...

Acerca do Facebook:

O que é que uma pessoa faz quando descobre coisas que não gostou de descobrir?!

sexta-feira, 23 de abril de 2010

0 Comments Link da posta

Será??

"Habituamo-nos a tratar os amores como electrodomésticos: quando se escangalham, vamos ao supermercado comprar um novo, igualzinho ao que o outro era. Consertar? Não compensa: o arranjo sai caro, além de que nunca sabe muito bem procurar a peça que falta. Substituímos a eternidade pela repetição, e o mundo começou a tornar-se monótono como uma lição de solfejo. Tememos a maior das vertigens, que é a duração. Mas no fim de cada sucesso há um cemitério como o de Julieta e Romeu, apenas com a diferença da aura, que é afinal tudo.(...)"



[Nas tuas mãos, Inês Pedrosa]

quinta-feira, 22 de abril de 2010

0 Comments Link da posta

O Neruda é que sabe...

Não te quero senão porque te quero,
e de querer-te a não te querer chego,
e de esperar-te quando não te espero,
passa o meu coração do frio ao fogo.
Quero-te só porque a ti te quero,
Odeio-te sem fim e odiando te rogo,
e a medida do meu amor viajante,

é não te ver e amar-te,
como um cego.

Tal vez consumirá a luz de Janeiro,
seu raio cruel meu coração inteiro,
roubando-me a chave do sossego,
nesta história só eu me morro,
e morrerei de amor porque te quero,
porque te quero amor,
a sangue e fogo.

[Pablo Neruda]

quarta-feira, 21 de abril de 2010

terça-feira, 20 de abril de 2010

segunda-feira, 19 de abril de 2010

0 Comments Link da posta

oba oba... 2ª feira

domingo, 18 de abril de 2010

0 Comments Link da posta

But will I hold you again?


These fickle, fuddled words confuse me
Like 'Will it rain today?'

Waste the hours with talking, talking

These twisted game we play

sábado, 17 de abril de 2010

sexta-feira, 16 de abril de 2010

2 Comments Link da posta

Ora que porra...

Que fique aqui registado que eu não quero emprestar dinheiro aos gregos.
Ai estão aflitos? Também eu e tenho pena... vendam a taça do Euro'04...

0 Comments Link da posta

deixo-te ir?

Hard not to fight for what you want, but give up what one loves most. I gave up. But do not think it was for not having the courage to fight, but for not longer able to suffer.

[Bob Marley]

quinta-feira, 15 de abril de 2010

0 Comments Link da posta

SMS palermas

"Não deixes o entretanto hipotecar o futuro"
[não sei que raio de mensagens é que ando a enviar para o universo, mas estou farta deste discurso e até já sei como é que esta história acaba]

quarta-feira, 14 de abril de 2010

0 Comments Link da posta

O que eu quero...

"O que eu quero de ti é exactamente o que tu queres de mim. Que me ligues desejando um bom dia, que te recordes sempre do nosso primeiro beijo, que te lembres do dia do nosso primeiro encontro, que não te esqueças da nossa primeira noite e que me leves um chá na cama quando eu estiver com gripe.
O que eu quero de ti, que não discutas comigo quando estiver irritado, que me presenteies em qualquer dia do ano, que me faças uma surpresa sem eu esperar, que me ligues sem hora marcada só para me dizer que me amas, que me abraces fora da cama. O que eu quero de ti, que me envies mensagens de amor, que não te esqueças de dormir sem dizeres que me amas, que me ames como se fosse a primeira vez, que me desejes mesmo com o passar dos anos onde os meus cabelos se tornarão brancos e com a idade possam vir a cair, na minha pele marcas de uma vida, mesmo assim eu irei te amar.
O que eu quero de ti, que me faças sentir o melhor homem todos os dias, que me perguntes do que sinto saudade, que me leves para namorar no cinema, que me ajudes a levantar quando não puder. O que eu quero de ti, que me dês colo quando me sentir sozinho, que me estendas a mão quando eu encolher a minha, que leias os meus pensamentos mesmo sem dizer uma palavra e que me suportes nos momentos de tempestade. O que eu quero de ti, que estejas do meu lado em todos os momentos, que me aprisiones dentro do teu coração, que me critiques para que eu possa evoluir e que não me julgues pois não sou perfeito.O que eu quero de ti, que entendas que os meus erros são iguais aos teus, que quando estiver triste me faças sorrir, que me cubras de carinho, aconchego e amor. O que eu quero de ti, é exactamente o que tu queres de mim, queremos ser tratados da mesma forma, queremo-nos sentir amados."

terça-feira, 13 de abril de 2010

0 Comments Link da posta

still don't know what to do...

"É mais fácil esperar do que desistir. É mais fácil desejar do que esquecer. É mais fácil sonhar do que perder."

[in Diário da tua ausência - Margarida Rebelo Pinto]

segunda-feira, 12 de abril de 2010

0 Comments Link da posta

Acerca do senhor do cavalo branco...


Já é mau esperar uma eternidade pelo senhor do cavalo branco, mas bem pior que mau é o senhor aparecer depois da maçada de semanas a viajar a cavalo (branco, claro está!), matar um ou dois dragões, enquanto a princesa aqui atura as bruxas todas.... para depois descobrir que, afinal, o senhor não passa de mais um enconadinho:
"Então princesa?... o senhor do cavalo branco não te conseguiu salvar?"

- óh pá... sim!
"E que tal? Finalmente... o homem da tua vida, não?..."

- erhhh... muito simpático... ficámos amigos!!"

domingo, 11 de abril de 2010

0 Comments Link da posta

Sunday...

sábado, 10 de abril de 2010

0 Comments Link da posta

...flawless portanto!

"I myself am made entirely of flaws,
stitched together with good intentions"

Augusten Burroughs

sexta-feira, 9 de abril de 2010

0 Comments Link da posta

E...


Ele: - E... cheguei à conclusão que é contigo que quero estar...
Ela: - E...
Ele: - E acho que já não consigo estar longe de ti...
Ela: - E...

Ele: - ...tu completas-me!

(pausa estratégica... que é para ele não pensar que já lhe fez a folha)
Ela: - Acho que agora é a parte que tens de me beijar...

Ele: - Pensei que ias continuar com os "e"s...

Ela: - Por enquanto não... mas vou querer ouvir mais disso...

quinta-feira, 8 de abril de 2010

0 Comments Link da posta

Despedida

Não saberei nunca
dizer adeus

Afinal,
só os mortos sabem morrer

Resta ainda tudo,
só nós não podemos ser

Talvez o amor, neste tempo,
seja ainda cedo

Não é este sossego
que eu queria,
este exílio de tudo,
esta solidão de todos

Agora não resta de mim
o que seja meu
e quando tento o magro invento de um sonho
todo o inferno me vem à boca

Nenhuma palavra
alcança o mundo, eu sei
Ainda assim,escrevo.

[Mia Couto]