segunda-feira, 28 de abril de 2008

Nível de inspiração para postar pelas lonas...

184 dias depois...
Ironicamente...

Mais um dia em vão no jogo em que ninguém ganhou
Dá mais cartas, baixa a luz e vem esquecer o amor
És tu quem quer, sou eu quem não quer ver que tudo é tão maior aqui
Está frio demais para apostar em mim

Vê que a noite pode ser tão pouco como nós
Neste quarto o tempo é medo e o medo faz-nos sós
És tu quem quer mas eu só sei ver que o tempo já passou e eu fugi
Que aqui está frio demais para me sentir...
Mas queres ficar...

Tudo o que é meu é tudo o que eu não sei largar
Queres levar tudo o que é meu e tudo o que eu não sei largar...
Vem rasgar o escuro desta chuva que sujou
Vem que a água vai lavar o que me dói
Vem que nem o último a cair vai perder...

Tudo o que é meu é tudo o que eu não sei largar
Queres levar tudo o que é meu e tudo o que eu não sei largar...
Vem rasgar o escuro desta chuva que sujou
Vem que a água vai lavar o que me dói
Vem que nem o último a cair vai perder...
Não... Não vai perder... Não vai perder!



música: Tiago Bettencourt & Mantha - O Jogo

P.s.: vejo este vídeo e tenho uma pena enorme de só saber tocar o Frère Jaques no piano...

3 disseram à tia:

Tonto disse...
29 abril, 2008 08:57  

Mais uma música que diz muito... música 44 ou 143?
Perfeição (do latim perfectione) caracteriza um ser ou objeto ideal que reúne todas as qualidades e não tem nenhum defeito (nenhum... ou poucos, hehe).

Rute disse...
04 maio, 2008 16:51  

Esta música é fantástica!

Pedro Espírito Santo disse...
05 maio, 2008 03:09  

E eu de só saber tocar o Bailinho da Madeira!

Enviar um comentário