sexta-feira, 28 de abril de 2006

Nascidos antes de 1986

Os post previstos não incluiam este, mas porque achei imensa piada e fez-me sorrir, decidi partilhar o que recebi por mail. Tenho a certeza que, pelo menos, o GM e a ME vão gostar disto.


Nascidos antes de 1986
De acordo com os reguladores e burocratas de hoje, todos nós que nascemos nos anos 60, 70 e princípio de 80 não devíamos ter sobrevivido até hoje, porque as nossas caminhas de bebé eram
pintadas com cores bonitas em tinta á base de chumbo que nós muitas vezes lambíamos e mordíamos. Não tínhamos frascos de medicamento com tampas "á prova de crianças" ou fechos nos armários e podíamos brincar com as panelas. Quando andávamos de bicicleta, não usávamos capacetes.

Quando éramos pequenos viajávamos em carros sem cintos e airbags - viajar á frente era um bónus. Bebíamos água da mangueira do jardim e não da garrafa e sabia bem. Comíamos batatas fritas, pão com manteiga e bebíamos gasosa com açúcar, mas nunca engordávamos porque estávamos sempre a brincar lá fora.

Partilhávamos garrafas e copos com os amigos e nunca morremos disso.

Passávamos horas a fazer carrinhos de rolamentos e depois andávamos a grande velocidade pelo monte abaixo, para só depois nos lembrarmos que esquecemos de montar uns travões. Depois de acabarmos num silvado aprendíamos.

Saímos de casa de manhã e brincávamos o dia todo, desde que estivéssemos em casa antes de escurecer. Estávamos incontactáveis e ninguém se importava com isso. Não tínhamos Play Station, X Box. Nada de 40 canais de televisão, filmes de vídeo, home cinema, telemóveis, computadores, DVD, Chat na Internet. Tínhamos amigos - se os quiséssemos encontrar íamos á rua.

Jogávamos ao elástico e á barra e a bola até doía! Caíamos das árvores, cortávamo-nos, e até partíamos ossos mas sempre sem processos em tribunal. Havia lutas com punhos mas sem sermos processados.

Batíamos ás portas de vizinhos e fugíamos e tínhamos mesmo medo de sermos apanhados.

Íamos a pé para casa dos amigos. Acreditem ou não íamos a pé para a escola; não esperávamos que a mamã ou o papá nos levassem. Criávamos jogos com paus e bolas. Se infringíssemos a
lei era impensável os nossos pais nos safarem, eles estavam do lado da lei.

Esta geração produziu os melhores inventores e desenrascados de sempre. Os últimos 50 anos têm sido uma explosão de inovação e ideias novas. Tínhamos liberdade, fracasso, sucesso e
responsabilidade e aprendemos a lidar com tudo.

És um deles? Parabéns!


Tivemos a sorte de crescer como verdadeiras crianças, antes dos advogados e governos regularem as nossas vidas, "para nosso bem". Para todos os outros que não têm idade suficiente pensei que gostassem de ler acerca de nós. Isto meus amigos é surpreendentemente medonho ... e talvez ponha um sorriso nos vossos lábios:


A maioria dos estudantes que estão nas universidades hoje nasceram em 1986...chamam-se jovens.

Nunca ouviram "we are the world" e uptown girl conhecem de westlife e não Billy Joel. Nunca ouviram falar de Rick Astley, Banarama ou Belinda Carlisle.

Para eles sempre houve uma Alemanha e um Vietname. A SIDA sempre existiu. Os CD's sempre existiram.

O Michael Jackson sempre foi branco.

Para eles o John Travolta sempre foi redondo e não conseguem imaginar que aquele gordo fosse um dia deus da dança.

Acreditam que Missão impossível e Anjos de Charlie são filmes do ano passado.

Não conseguem imaginar a vida sem computadores.

Não acreditam que houve televisão a preto e branco.

Agora vamos ver se estamos a ficar velhos:
1.. Entendes o que está escrito acima e sorris
2.. Precisas de dormir mais depois de uma noitada
3.. Os teus amigos estão casados ou a casar
4.. Surpreende-te ver crianças tão á vontade com computadores
5.. Abanas a cabeça ao ver adolescentes com telemóveis
6.. Lembras-te da Gabriela (a primeira vez)
7.. Encontras amigos e falas dos bons velhos tempos
8.. Vais fazer uma cópia disto e vais enviar por mail aos teus amigos.

SIM ESTÁS A FICAR VELHO

10 disseram à tia:

ME disse...
28 abril, 2006 10:08  

Ai Tia bons velhos tempos. Fez me sorrir também. Eu adorava as Bananarama, elas eram tão giras com aqueles cabelos pintados, e auqelas roupas muito a frente... Ahaha, a Missão impossivel, a serie, espectaculo... espaço 1999, e eu dizia assim, ah no ano 2000 vou ter 28 anos, era horrivel... hehehehe. E o meu filho que me pergunta quando eu lho mostro os meus viniz, mãmã o que é isso?? hehehe. Foram bons tempos sim senhor! Adorei:)

Bjos Tia

Papá Urso disse...
28 abril, 2006 11:01  

Madre de Dios! Daqui a um mês e picos faço... 31! e os cabelos brancos começam a ficar em maioria....

Blossom disse...
28 abril, 2006 11:42  

Querida Tia, algum dia a tua mãe entrou em pânico por chegares a casa coberta de lama, de pó, toda suja por teres andado na “coboiada” no meio da rua com os teus amiguinhos? Algum dia te foi levar de carro à escola, porque era perigoso? Algum dia discutiu com a professora por ela te ter dado uma valente reguada por estares na brincadeira durante a lição? Levava-te às urgências para levares uma vacina contra não sei o quê porque chegaste a casa coberta de sangue, depois de uma “bulha” com alguém, ou por teres dado um valente trambolhão de bicicleta? Não, claro que não... éramos crianças felizes, e saudáveis, porque crescemos em liberdade, sujávamo-nos, íamos de bicicleta para todo o lado, a pé para a escola...levávamos tareias dos colegas e dávamos também tareias nos colegas, e por aí fora... Não sentes saudades desse tempo? A minha sobrinha tem 6 anos, a escola primária é exactamente no mesmo sítio de à 23 anos atrás...ela vive lá do outro lado de mim...e nunca foi para a escola a pé, muito menos sozinha... Ninguém se preocupava com o frio ou com a chuva (só nos davam saúde), nem com os senhores pedófilos que nos podiam roubar...a miúda nem à loja da esquina pode ir sozinha!!!! Quem é que tomava conta de nós? Nós próprios... ah, e como éramos felizes!

"A Sogra" disse...
28 abril, 2006 16:24  

ahahahahaha!!!
Que saudades desse tempo!!! O verdadeiro CRESCER!!!
Nessa altura diziam os nossos pais:
"Quando ele/a se magoar vai aprender e não volta a fazer."
Hoje, a maioria dos pais diz:
"Olha o menino/a, agarra-o/a antes que se magoe."

"A Sogra" disse...
28 abril, 2006 16:25  

Oh Tia bora brincar à apilhagem??
ehehehe
os cubanos não sabem isso o que é!!!! LOLADA!!!!

Anónimo disse...
28 abril, 2006 17:04  

adorei!
realmente era assim...
toca a descobrir as diferenças!! ;))
foram bons tempos!
beijinhos
Lara

GM disse...
29 abril, 2006 05:28  

"sogra" mete os "cubanos" num sitio onde o sol n brilha....

Relativamente a tudo o que escreveste, tens razão, gostei e fez-me sorrir... jogar futebol com os amigos até depois da meia-noite, jogar às escondidas à noite e sem medo nem receios de quem pudesse aparecer, ir explorar os pinhais e os montes vizinhos, ir a pé para todo o lado, nem que para isso tivéssemos de caminhar 1 hora...

De facto, a sociedade e os chamados arautos da sociedade, é que a transformaram na infelicidade que é hj... hj em dia olho p as crianças, olho p as campanhas existentes, olho para atitudes dos adolescentes e limito-me a abanar a cabeça perdendo a esperança na geração futura... é triste, mas é verdade...

LuciaLourenço disse...
04 julho, 2006 17:47  

Bem dito, Tia!!!!

Serenity disse...
17 agosto, 2006 20:19  

Sim! Estou a ficar velha...mas ainda bem que eu nasci nos anos 60 e pude crescer à vontade e em liberdade!

Rute disse...
12 dezembro, 2006 13:57  

Bem, realmente o ano de 1985 foi um belo ano! Grandes exitos musicais, grandes feitos.
Antigamente tinhamos amigos, eramos muito mais imunes as doenças, porque rebolavamos na lama, arranhavamo-nos nos caniços, andavamos sempre com os joelhões esmurrados e as canelas cheias de nódoas negras.
Hoje em dia os meninos caem vai logo a familia toda a traz ver se o menino ta bem. Metem os putos ao computador logo em tenra idade e prontos. Já não se têm de preocupar com eles porque ficam ali durante horas e horas fascinados com a tecnologia.
Tenho saudades da tenra idade, de jogar à sirumba, à mosca, de trepar às árvores, jogar à macaca. Enfim. Estes putos de hoje em dia não sabem o que isso é. Chegam aos 12/13 anos com a mania que já são senhores e senhoras das suas vidas sem nunca terem explorado o mundo 1º, depois caem nos vícios e na má vida e muitos dali não saem.

Eu como tia, também me faz muita confusão deixar os meus sobrinhos a brincarem sozinhos na rua. Hoje em dia é prciso muita supervisão.

Muito bem, grand post ;)

Enviar um comentário