terça-feira, 20 de junho de 2006

Lição da Tia

Lição 1 de 1 para ser um português feliz, alegre, animado, preenchido e compreendido.


- Emigre!

21 disseram à tia:

Fontez disse...
20 junho, 2006 14:09  

emigrar para onde?
bem que nao gosta de ser portugues ou nao gosta da sua terra, sim é uma liçao eficaz e boa!

ME disse...
20 junho, 2006 14:40  

AHAHAHAH, agora sou eu que me estou a rir a gargalhada!! hahahahahaha........ Eu emigrei...para cá!!!

marta disse...
20 junho, 2006 14:48  

Estou sempre a tentar transmitir essa ideia às pessoas, mas ninguém me dá ouvidos. Eu só não emigro porque AINDA não reuni as condições necessárias para o fazer. Pode ser que esta lição, dada por uma tia, chegue com mais credibilidade aos ouvidos dos portugueses! :)

Maria disse...
20 junho, 2006 15:32  

Emigrar, emigrar, bom essa é complicada. Tinha de levar demasiadas coisas e pessoas comigo.
Acho que vou continuar à espera do Euromilhões e aí talvez já dê para comprar uma ilhita e coisa e tal, e levar o people todo comigo, e coisa e tal.

É que emigrar para ter uma vida de cão parecida com a que cá temos, mais vale ficar por cá. Pelo menos já sabemos com o que contamos.

Blossom disse...
20 junho, 2006 15:34  

Vá e depois regresse de férias, abanque na praia ou em qualquer lado que possa, ladre na língua materna da sua nação acolhedora e remate com o "filho da puta que te parto as trombas" típico que toda a gente conhece! Felicidade completa... Isto aqui é mau, pior que mau, mas é a nossa terrinha! É o que temos!

DS Gaia disse...
20 junho, 2006 16:38  

Eheheheheh!!! Muito boa!!! Vou pensar nisso profundamente!

Inha disse...
20 junho, 2006 18:06  

Eu já pensei nisso seriamente.


BeijInha

Anamargens disse...
20 junho, 2006 18:07  

Muito boa, a gracinha...
Mas eu não emigro porque gosto disto, mesmo com tanto sofrimento que me infligem - estou a virar masoquista...
Só o clima, tanto mar à volta do meu País, bons petiscos e bons vinhos, paisagem tão variada e...gente boa, vamos lá, também há muita gente boa!!!
Decidi: FICO.......

a lice disse...
20 junho, 2006 19:07  

E a tia, já emigrou?:)

Tia Cremilde disse...
20 junho, 2006 19:12  

a lice... faz o que eu digo, não faças o que eu faço! lol... prefiro viver infeliz, pobre, desanimada e incompreendida, mas no meu cantinho e ao lado dos meus sobrinhos!

Lígia disse...
20 junho, 2006 19:12  

ahahahahahahah! boa!

sofyatzi disse...
20 junho, 2006 19:16  

Emigrar?
Não se está bem em país nenhum. Ao menos aqui não há atentados (por enquanto...)

Beijocas Tia!

Daniela Mann disse...
20 junho, 2006 21:20  

eh eh eh eh
Nada que não me tivesse passado pela cabeça!

125_azul disse...
20 junho, 2006 21:23  

Ai tão feliz que eu já fui!!!

125_azul disse...
20 junho, 2006 21:24  

Ai tão feliz que eu já fui!!!

GM disse...
21 junho, 2006 00:03  

M n te tornes como eles... a má reputação que precede os emigrantes portugueses, tem razão de ser...

Miudaaa disse...
21 junho, 2006 00:24  

:o)
Eu vou emigrar cá dentro!!!
:o)
Estou a brincar,,, a sua subas é uma irriquieta a tia já sabe!!!
:o)

Catarina Pati disse...
21 junho, 2006 10:34  

Emigrar ou não, eis a questão! :):)

quanto a mim não sou nada apegada a terra nenhuma (muito menos aquelas onde n encontro o minimo de estabilidade), mudo quando encontro melhor noutro lugar e sou capaz de levar a casa às costas: cão, gato, canario, periquito, moveis, livros, fotografias... se fui cigana noutra vida, nesta jà nao me contento com uma caravana para mudar, tem que ser um camiao de mudanças dos grandes, e depois abanco como se fosse para ficar para sempre, ponho baloiço no jardim, estendal, mas se o vento me sopra de norte sou capaz de largar tudo e voltar a mudar de casa às costas.
Adoro esta liberdade de mudança... so me aborrece este apego aos objectos que me torna as mudanças caras.
Mas enquanto as puder pagar, vou mudando ao sabor do vento norte :)

Bjtos

EMN disse...
21 junho, 2006 12:10  

lolololol

emn***

"A Sogra" disse...
22 junho, 2006 09:41  

E a Tia vai emigrar para onde?!?!
Para a Madeira!?!?! :)

Enviar um comentário