quarta-feira, 30 de agosto de 2006

"Já agora..."

Miguel Esteves Cardoso (esse querido que a tia adora) apresentou um dia a filosofia comportamental, tipicamente portuguesa, a que chamou "já-agorismo". Esta nasce da particular utilização destes dois vocábulos, o "já" e o "agora", que curiosamente, significam a mesmíssima coisa. A sua tradução para o inglês, "now now" (que faz todo o sentido), mostra a singularidade do povo português em utilizar expressões que mais nenhum povo usa! A simbiose destas duas palavrinhas faz adivinhar que se vai fazer, ou dizer/pedir, algo completamente fora de contexto, naquilo a que eu chamo um exercício de oportunidade. Ora vejamos:

Se estiver num grupo de amigos e, de repente, chegar alguém que conhece alguns dos presentes, mas não a si, o recém-chegado ou alguém do grupo dirá para início do processo de apresentações e cumprimentos: "já agora, fulano de tal...".
Num restaurante: "por favor, era mais uma cerveja e um sumol laranja!" e quando o empregado se prepara para arrancar, "ah... já agora, palitos!".
O chefe mandou chamar para lhe dizer que gostou do último projecto. Agradece-se e "já agora, precisava da tarde... dentista!".
No supermercado, na fila para a caixa à espera que a velhota que está à nossa frente guarde os trocos na pochet, olhamos para a prateleira das pilhas e das revistas TVguia e "já agora" vai uma caixa de chiclets.

Quem nunca utilizou esta expressão na tentativa de justificar a falta de propósito da sua atitude/pedido/gesto/mania que atire a primeira pedra... ninguém está inocente da sua utilização (abusiva) e nínguem está livre de apanhar com ela!
Já agora sobrinhedo amado, bom dia! não façam nada que eu não autorizasse!

40 disseram à tia:

Clementine Tangerina disse...
30 agosto, 2006 10:45  

Cara Tia,

Já agora bom dia!!!

Maria Vinagre disse...
30 agosto, 2006 11:02  

Olá Tia!!!!!!

Já agora adoro o seu blog, e ainda mais já agora gosto muito da tia!

Liliana disse...
30 agosto, 2006 11:07  

Ah, o "Causa e as Coisas"... Volta aos anos 80, MEC, e estás aperdoado!!!

Irritadinha disse...
30 agosto, 2006 11:36  

Bom dia Tia. A expressão é simpática, para alguns até será bonita... é boa para vocabulários monótonos. beijinho Tia

Miguel disse...
30 agosto, 2006 12:22  

A Tia é bué de inteligente!
Sabe com cada coisa!

Bjks da matilde

Dalila disse...
30 agosto, 2006 12:40  

Realmente... é suficientemente estúpido mesmo!

Leonor C.(nokinhas) disse...
30 agosto, 2006 13:58  

Olhe, Tia, já agora tenha cuidado com o sol por causa das "violetas"!

Beijinhos

susana disse...
30 agosto, 2006 14:12  

"já agora" aproveito para dizer que está muito bem visto... as coisas que a Tia sabe

vinte e dois disse...
30 agosto, 2006 14:18  

Não vou atirar pedras a ninguém, uso essa expressão tantas vezes ;D

Andorinha disse...
30 agosto, 2006 14:25  

Olá Tia, tá boa?
Gosto da sua casa, permite-me que entre?
Nunca tinha pensado nisso, realmente, as coisas que a Tia sabe são espantosas. Que já agora, caso não saiba, em espanhol quer dizer assustadoras!:)
É impossível não dizer...que raiva!Vê?

refugiada disse...
30 agosto, 2006 14:53  

atirar pedras??!! já agora, era o qie mais faltava não??!! lol~

é bem verdade, sim senhora, nessa somos todos culpados, ninguém é inocente...

beijoka tiasoka
muah muah
*******

de Matos disse...
30 agosto, 2006 15:12  

Tipo, so assim naquela e ja agora, onde estão as pedras?? é que tou farto de procurar e parece que ja foram todas utilizadas... ninguem tem uma para eu atirar?

:) um optimo dia

Insueto disse...
30 agosto, 2006 15:24  

Nos dias que correm, o português usa "já agora" como um expletivo, no sentido de "então; posto isto", isto é, com um carácter quase estilístico. Isoladamente, cada uma destas palavras significam, de facto, a mesma coisa. Mas, juntas, e à parte o regionalismo, formam uma conjunção alternativa, significando "como é esperado". Chamar "já-agorismo" ao frenquente sentido de oportunidade parece-me perfeito!!!

(nem acredito no que acabei de escrever - não me deserde, Tia, não me deserde! a sua sobrinha nem sempre é assim ;P)

O Chaparro disse...
30 agosto, 2006 15:39  

grande verdade.
eu uso-a bastantes vezes.

Dalila disse...
30 agosto, 2006 16:43  

Obrigada pelo comentário.
A minha tia "falou" a sério, quem diria=)
sim, o corpinho ficou para contar a história (thank God). Mas vi a coisa mal parada...
Enfim, já passou!
Beijoca da afilhada Dalila!

rules disse...
30 agosto, 2006 17:12  

Gosto mt de utilizar aquela assim: "Já agora chefe que está aqui assine ai a minha folgazinha!!"... TUDO DE BOM :)

Yashmeen disse...
30 agosto, 2006 17:34  

O MEC é impagável! E a tia também!

Andorinha disse...
30 agosto, 2006 17:35  

Obrigado pela visita Tia, volte sempre ao meu desorganizado e disparatado ninho :)
A blogosfera está pra trocas, salvo seja :)

Gotinha disse...
30 agosto, 2006 17:41  

Já agora... manda lá a foto do teu frigo!!!
;-)

Alentejano disse...
30 agosto, 2006 17:51  

Então vá até á proxima........

Mim disse...
30 agosto, 2006 18:25  

Já agora, um piorolito com este calor tb marchava.
;)

marco disse...
30 agosto, 2006 18:37  

Já agora, era só para dizer que a banda Gástrica adquiriu finalmente um logótipo (tava em promoção na feira). Dito isto, vou indo...

Estranha pessoa esta disse...
30 agosto, 2006 18:46  

Já agora um resto de boa semana para si tia.
E que continue a brindar o sobrinhedo com linhas geniais.

A benção tia lol
:P

SA disse...
30 agosto, 2006 19:48  

"já agora"... por acaso nunca me tinha apercebido dessa repetição. :)

sem-comentarios disse...
30 agosto, 2006 20:09  

já agora...gostei mt deste post :)

aqui no alentejo não utilizamos o "já agorismo" pq é rápido demais.

Mas,utilizamos muito o : Té lé essaaa !

Bjs tia

tuga disse...
30 agosto, 2006 21:06  

Já agora tia.......como tem tido uns dias agitados, uma noite descansada.

mystic disse...
30 agosto, 2006 21:58  

Obrigada Titia por nos elucidar, Já agora... não se arranjam mais umas coisinhas do MEC?

teresa disse...
30 agosto, 2006 22:44  

E eu que o fazia tão inocentemente.. Nunca pensei.. :(

Lu.a disse...
30 agosto, 2006 22:57  

Tanto o MEC como a Tia têm cá uma carola!!

Beijo grande! :)

Cruzeiro disse...
31 agosto, 2006 00:03  

As coisas que a tia se lembra! :-)
Eu já ouvi e já utilizei a expressão, mea culpa. :-)
Ó tia, e já agora aproveito para lhe desejar um bom resto de semana. ;-)

A Cor do Mar disse...
31 agosto, 2006 00:46  

Ola Tia, como está? Tb adoro o Miguelito, um bom sobrinho... S/ o "ja agora" por acaso nao tenho mto esse habito, mas é realmente mto usado.
Os posts anteriores estao o maximo lol... As coisas que a tia sabe ...
Bom resto de semana e beijinho*

@ disse...
31 agosto, 2006 01:04  

é um pouco longe como à mêda, lá isso é, mas fica aqui o caminho, não se vá dar o caso de querer realmente ir laurear a pevide...

|
|
Celorico da Beira
|
V
Trancoso
| |
v v
A dos Ferreiros| Golfar
Zabro | Moreira de Rei
Cótimos | A do Cavalo
Rabaçal | Casteição
Carvalhal | Paipenela
Coriscada | Sapateira
Marialva | Outeiro de Gatos
Gateira | Enxameia
Longroiva |
|
V
MEDA

já agora, olhe que inclui cabrito assado, vinho tinto do Douro e estadia gratuita!!!
e se calhar também jeropiga...

Cila disse...
31 agosto, 2006 01:05  

ja agora ola tiazinha!

e ja agora beijinhos tb

Sininho disse...
31 agosto, 2006 01:12  

E já agora boa noite querida Tia, e ... já agora é para avisar que sexta feira vou de férias, vou sem computas e n vou vir até aki, por isso já agora é para dizer que volto só mesmo dia 15. Beijinhos

Anónimo disse...
31 agosto, 2006 09:27  

adoro o Mec, por acaso sabe por onde ele anda?????tenho saudades dele
um bj e parabens pelo blog

LFM disse...
31 agosto, 2006 11:18  

Também uso apesar de o detestar.
Acho que faz parte da natureza humana, mas para esses pequenos defeitos, não há plástica que valha!

Gisela disse...
31 agosto, 2006 18:46  

A tia tem graça. Não sendo eu das letras algo me diz que esta expressão deve derivar do mesmo modo do "ora ora" "sim sim" "diga diga".

Dora disse...
01 setembro, 2006 00:46  

Admiro estes gajos que vão buscar coisas que nunca ninguém se lembra e que estão certíssimas!

Sanfona Lusitana disse...
01 setembro, 2006 02:00  

Ainda bem que essa filosofia comportamental parida pelo MEC se aplica apenas a nós, vil e bronca escória.
Se tivéssemos que partilhar a filosofia comportamental em que ele se insere, estariamos todos numa de "apanhar-no-cúismo".
Assim como é clássica a figura da mulher mal-servida que, deitada na cama de pernas escancaradas enquanto o incompetente parceiro se despacha, vai pensando que o tecto precisa de uma pintura nova, o MEC deve ter o hábito de ser empalado de frente para um prontuário ortográfico. O resultado é este tipo de "filosofias".
Ó MEC: vai-me ali comprar 25 tostões de caramelos e, já agora, faz-me o obséquio de seres atropelado!

Maria disse...
04 setembro, 2006 12:33  

Engraçado. O meu Já agora, traz sempre a seguir um "não tem nada a ver, mas..."

Este comentário não tem nada a ver, mas já agora fica a curiosidade!!!!

Enviar um comentário