quarta-feira, 17 de maio de 2006

Soluções

Se por um lado se fecham maternidades, por outro incentiva-se a natalidade (depois eu é que tenho Alzheimer... ok!). Hoje venho-vos apresentar algumas soluções (rápidas e simples) para aumentar os índices de natalidade em Portugal. Aqui vão:

1. Cortes periódicos de electricidade (junta-se o útil ao agradável e poupa-se nas despesas);
2. Proibir a emigração... obrigar os portugueses a permanecerem no país, mesmo contra a sua vontade;
3. Portugal ganhar o campeonato do mundo de futebol - pode ser pedir muito, mas era um bom motivo para a malta se engalfinhar com os respectivos e/ou respectivas (menos para a ME... só se fosse a frança!);
4. Substituir os panfletos publicitários do Modelo (que carinhosamente nos enchem a caixa do correio) por amostras grátis de pau de cabinda;
5. Deixar de fornecer a pílula do dia seguinte às meninas, passar a fornecer viagra, cialis ou levitra aos senhores;
6. Um acordo entre cabovisão, Tvcabo, Rtp1 e Sic ...todos os canais se desligam.... (à excepção da TVI... mesmo ligado ninguém vê aquela merda - oh! eu disse merda?... não posso!).

Se alguém se lembrar de mais alguma, fell free to send your suggestions! Qualquer coisa é válida para por o país a ....

12 disseram à tia:

js disse...
17 maio, 2006 08:54  

...PROFERIR um discurso de que é necessário um crescimento da natalidade, é necessário combater a desertificação populacional do interior ... e depois entrar num de fazer "tiro aos partos" com o fecho das maternidades ... faz-me reflectir e afirmar que há dois tipos de discurso - os sérios e os políticos.
FORÇ'AÍ!
js de http://politicatsf.blogs.sapo.pt e http://mprcoiso.blogs.sapo.pt

ME disse...
17 maio, 2006 09:45  

Se a França ganhar faço outro filho...hehehehe, isso será contribuir... para os dois paises, ficará, como o David, com a dupla nacionalidade!!!:))

zeca disse...
17 maio, 2006 09:45  

Que bom começar o dia não com "MoKambo" mas sim com o discurso bem humorado de uma Tia inigualável!
És tão querida Tia, obrigado pelos bons momentos de riso que nos proporcionas.
Lembras-te de cada uma?! Com a tua idade é invejável essa tua imaginação fértil....eheheheheheh Ou será que isso são efeitos da Alzheimer? Mas que tu retratas o panorama duma forma "engraçada" sem fugir à realidade, lá isso é verdade!
eheheeheheheheheheh E VIVA A TIA
VIVAAAAAAAAAAAAAAAAAA

Aragana disse...
17 maio, 2006 10:47  

TIAAAAAAAAAAAAA

O ponto 6 tá mali... tá mali...
Tem de ser assim:
"6. Um acordo entre cabovisão, Tvcabo, Rtp1 e Sic ...todos os canais se desligam.... (à excepção do CANAL VENUS)"

Tá a ver ou não tá a ver?

EMN disse...
17 maio, 2006 16:05  

Fazer O Amor pela pátria!!!!
Fazê-lo até o corpo ceder,
Fazê-lo em casa...
Ou na rua se for por prazer!

hehehehehe, deu-me inspiração!

emn***

Liliana disse...
17 maio, 2006 16:35  

falta dar subsídios chorudos de natalidade... o povo não resiste ao um bom subsísio!!! Quando instituiram o RMG havia pessoas que me diziam que não iam arranjar trabalho, para não perderem o subsídio! Ah, pessoal obediente!!! Sim, sugiro a atribuição dó RMN (Rendimento Máximo de Natalidade!)

Anamargens disse...
17 maio, 2006 17:05  

Só boas ideias Tia ...
Alzheimer, coisa nenhuma...está aí fresca e boa que nem uma flor na primavera.
Tias assim, Deus as abençoe, que nos aquecem os dias, a boa disposição...que durem muitos e muitos anos, para gáudio nosso e das próprias, claro!

"A Sogra" disse...
17 maio, 2006 21:56  

Pá... eu não tenho uma sugestão, mas tenho uma questão... e quem não tem a companhia para poder ajudar nos indices de natalidade o que faz!?!? É que eu até gostava de poder contribuir... mas pelos vistos não me deixam....

GM disse...
17 maio, 2006 22:00  

Se precisarem de ajuda para aumentar os índices de natalidade... podem contar comigo... arranjo voluntários para todas! :-P Eu não posso... crio adicção.... ;-)

Rosmaninho disse...
17 maio, 2006 23:01  

Tia Mil

Só uma pequenina sugestão...por cada filho, menos 10 anos para atingir a aposentação... ou seja:
1ºQuem não tem porque não quer, só poderia aposentar-se aos 65 anos.
2º Quem não tem porque não pode, está desculpado, aposenta-se quando entender...
3º 1 filho, aposentação aos 55 anos
4º 2 filhos, aposentação aos 45 anos
5º Mais de três...35 anos.

Todos ficaríamos a ganhar.:) Pais e filhos, principalmente...

~*Um beijo*~

refugiada disse...
18 maio, 2006 00:05  

Cá a minha modesta opinião fica pela seguinte sugestãozinha:
e que tal se cada casalito, no seu entender conjugal procurasse algo que os excitasse e fizesse rejuvenescer velhos impulsos... de entre os vários e esquezitos gostos que deve haver (com certeza, mas isso é lá com eles) eu proponho aprender danças latinas. Ó tia, uma lambada, ou forró, ou samba faz milagres á alma, e vêem-se no corpo.

uma beijo desta tua sobrinha!!

Catarina Pati disse...
18 maio, 2006 11:25  

Pois, para mim nã hà melhor incentivo do que um aumento de salario e de abono de familia! Isso é que teria um super efeito viagra, além de levantar a moral, acabava por levantar todo o resto...
:):)

Enviar um comentário